11/06/20 10:44

Imposto de Renda: tutorial para os associados das Apcefs em que a ação obteve antecipação de tutela

TutorialIR-600x400.png

Se você é associado a uma das Apcef dos 11 estados listados abaixo e ainda tem dúvidas na declaração do imposto de renda, esse tutorial é para você

 

Se você é associado à Apcef dos estados do Acre, Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo,  Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Tocantins, onde o juiz determinou antecipação de tutela na ação tributária movida pelas Apcef, e ainda tem dúvidas no correto preenchimento do imposto de renda, fizemos um tutorial usando valores fictícios para esclarecer suas dúvidas.


Como declarar?

Suponhamos que o valor do benefício bruto, ou seja, aquele que aparece no demonstrativo mensal sob a rubrica 2 033 é de R$ 6.300,00 (12 X R$ 6.300,00 = 75.300,00)

Imagem_1.png

O valor do benefício bruto, ou seja, aquele que aparece no demonstrativo mensal sob a rubrica 2 033 é de R$ 6.300,00 (12 X R$ 6.300,00 = 75.300,00)

Veja no gráfico abaixo as três partes que compõem os R$ 75.300,00

Imagem_2_e_3.png

Imagem_4.png

Primeiro verifique no extrato de rendimentos mensais o valor da contribuição normal (taxa administrativa) e multiplique por 12. Esse valor deve ser subtraído do valor que a FUNCEF indica no campo 3.02.

Imagem_5.png

Inserindo no programa da Receita Federal
Imagem_6.png

Imagem_7.png

 

Como declarar as contribuições que tiveram o imposto depositado judicialmente?

Imagem_8.png

Imagem_9.png

As duas entradas ficarão assim:

Imagem_10.png

Como declarar as contribuições normais?

Imagem_11.png

É bom lembrar que a Fenae produz material no sentido de auxiliar o correto preenchimento da declaração para ajudar os participantes, mas reitera que cabe a cada um seguir as orientações ou procurar qualquer outra que julguem necessário.

 

Texto: Fenae

Compartilhe